Como perder aquela barriguinha em 5 passos!


Você está com aquela barriguinha adquirida após um tempo de excessos alimentares nas férias e pouco exercício físico? Sabemos que períodos de descuido podem acontecer por vários motivos, mas é importante retomar com urgência o shape saudável da sua região abdominal.

E quando falamos em shape saudável, não precisa ser a barriga chapada das propagandas de academia. Mas é preciso que ela retorne a uma condição segura e você sabe por quê?

O perigo da gordura abdominal

É na gordura abdominal que estão os maiores riscos para a saúde, pois é a gordura chamada de visceral (que fica instalada entre as fibras).

Veja o que pode ser potencializado por uma barriguinha maior do que 88 centímetros (mas cuida também se ainda estiver menor!):

  • Doenças cardiovasculares;
  • Hipertensão;
  • Síndromes metabólicas;
  • Diabetes tipo 2;
  • Acidente vascular cerebral (AVC);
  • Infarto do miocárdio.

Passo 1 – Beba muita água!

A água é o nutriente mais importante de qualquer boa dieta alimentar, seja de rotina ou de impacto para perda de peso ou barriga.

Ela é o combustível principal para preparar células, sangue e tecidos para os demais nutrientes que você vai consumir – os saudáveis, claro. Além disso, se for ingerida 30 minutos antes das refeições, criar uma sensação de saciedade que ajuda no controle da quantidade da refeição.

Não esqueça que a água é a grande aliada do funcionamento intestinal, e isso também repercute no volume abdominal. Consumo pelo menos 2 litros de água por dia, mas em vários momentos para que você não fique pesada e desmotivada.

Mas neste caso é água mesmo: não confundir com fontes de líquidos que todos os alimentos têm e continuam sendo muito importantes.

Passo 2 – Livre-se do açúcar!

Sim, o açúcar nunca deixou de ser um grande inimigo da saúde. Ele é basicamente composto de glicose e frutose. A glicose é metabolizada pelo fígado ou pelo intestino e armazenada nos músculos em forma de glicogênio, para ser usado como energia.

A frutose só pode ser metabolizada pelo fígado e o consumo em excesso sobrecarrega o órgão que acaba transformando parte em gordura, e depositada na forma visceral.

Evite as formas de açúcar em doces, sucos e bebidas açucaradas e o uso do açular refinado em dosagem como no café – se sentir muita vontade, prefira o açular demerara ou o mascavo, mas sempre com muita moderação!

Passo 3 – A proteína é sua aliada na perda da gordura abdominal

Surpresa com esta informação? Sem dúvida a proteína carrega uma imagem negativa sobre os seus efeitos porque está muito ligada às carnes, o que é uma verdade mas não precisa ser a única!

A proteína pode aumentar a saciedade e reduzir os desejos por outros alimentos e aumentar em cerca de 60% e também aumenta a queima de calorias diárias – a proteína é, inclusive, fundamental para o período pré-treinamento físico.

Diante disto, foque sua dieta em ovos inteiros, peixes – coma também o salmão e o atum, que contém grandes quantidades de ômega 3 que combate o envelhecimento, assim você tem dois ganhos de uma só vez! Coma também legumes, frutos do mar, grãos integrais, carnes magras e oleaginosas.

Passo 4 – Restrinja os carboidratos!

Esse a gente nem discute quanto aos efeitos negativos na dieta – apesar de sabermos que também possuem efeitos positivos, mas que podem ser compensados pelas outras medidas alimentares.

Os ganhos com a restrição são muitos e podem ser sentidos logo nos primeiros dias – a redução ou corte de carboidratos leva a uma perda de água, e boa parte dela está retida no abdômen – o inchaço – devido à alimentação incorreta. Evidentemente, você deve beber água para evitar a desidratação.

É a hora de se livrar das massas, pães, doces e

Passo 5 – Use a tecnologia como sua aliada!

Em alguns casos, além dos passos acima que já apresentam uma grande melhora nos primeiros dias, você pode usar a tecnologia para acelerar os resultados e se motivar ainda mais!

Alguns procedimentos como a Criofrequência são eficazes na tarefa de eliminar grande quantidade de gordura localizada em várias parte do corpo, mas especialmente na barriga, e de forma que não é invasiva como uma cirurgia.

Você pode obter um resultado rápido para começar a sua reeducação alimentar ou complementar durante ela. Mas não esqueça: muita água e comer de forma saudável são importantíssimos para que a Criofrequência ajude ainda mais!